My Image

Paula Sirelli

Doutora em Serviço Social pela UERJ e professora doutora em Serviço Social da UFF.

A terceirização não é algo novo na produção de óleo e gás, uma vez que o setor sempre contou com uma miríade de empresas especializadas – muitas delas, gigantes internacionais da indústria do petróleo - que dão apoio à produção.

Foi na década de 1980, contudo, que ganharam expressividade os contratos para prestação de serviços provocando uma mobilização permanente dos trabalhadores pelo fim dos contratos com as empreiteiras e pela abertura de concursos públicos. (...)

Segunda, 18 de Junho de 2018

Terceirizar a força de trabalho é uma estratégia comum e conhecida nos dias atuais, nas esferas pública e privada. Essa forma de contratação não é uma novidade, entretanto, ela nunca foi tão difundida e utilizada como nos últimos 30 anos. Mas afinal, quem ganha com a terceirização? (...)

Quinta, 10 de Maio de 2018

Em tempos de acirramento da exploração do trabalho, é gritante o crescimento de postos de trabalho terceirizados, como também o crescimento da precarização. Assim, terceirização e precarização sempre aparecem juntos e são muitas vezes considerados sinônimos.
​​​​​​​Esta confusão pode incorrer em 2 equívocos. O primeiro, é que ao associar os dois termos, pensamos que apenas os trabalhadores terceirizadossão precarizados. O segundo risco é de enevoar a raiz da exploração e influenciar as pautas de luta da classe trabalhadora, considerando que combater a terceirização é suficiente para combater a precarização. (...)

Sexta, 13 de Abril de 2018

Colunista

A adoção da estratégia da terceirização é uma realidade presente nas relações de trabalho no Brasil e no mundo. Mais especificamente na Petrobras, este é um fato consumado. A partir dos anos 1990, quando os concursos são praticamente suspensos e a terceirização difundida, a Petrobras passa a contratar empresas terceiras para dar continuidade à exploração e produção de petróleo. (...)

Sábado, 04 de Agosto de 2018

Terceirização e precarização não são sinônimos, como discutido nas colunas anteriores, mas caminham de mãos dadas. Entretanto, não são categorias abstratas. Elas tomam forma, se materializam no dia a dia dos trabalhadores. Iniciaremos agora uma séria de pequenos textos que vão tratar de algumas dimensões da precarização – analisaremos como ela tem efeitos na vida dos petroleiros (consideramos aqui petroleiro qualquer empregado da Petrobras, seja ele terceirizado ou concursado).  (...)

Quinta, 09 de Agosto de 2018

Em agosto deste ano o Sindipetro-NF realizou a campanha “Assédio Moral e sexual é crime”. A escolha por abordar este tema não poderia ser mais acertada – é urgente o debate com o conjunto dos trabalhadores e trabalhadoras. A ênfase aqui em trabalhadoras não é aleatório. Quando falamos de assédio sexual, 80% das vítimas são mulheres.  (...)

Sábado, 15 de Setembro de 2018

Há uma sensação generalizada de insegurança, que rebate nas condições materiais, mas também subjetivas dos sujeitos. A precarização do trabalho expraia-se para a vida, tomando conta não apenas da dimensão econômica, mas também política, social, cultural..  (...)

Quinta, 18 de Outubro de 2018